O azimute é minha fé


Por Célio Barcellos

Quando olho para o Céu e me deparo com o por-do-sol, os meus pensamentos viajam numa velocidade cibernética em que os bytes do meu cérebro em sinapses nervosas prorrompem alegria.

A intensa dopamina liberada pelo êxtase provoca um prazer imenso a ponto deu’ esquecer a Terra e sonhar com a eternidade. 

Nesta visão supersônica em que o piscar é congelado, o cérebro fica em transe à semelhança de um profeta - da imanência para a transcendência. 

Numa metafísica sem igual, o horizonte forma o azimute* da fé em que a distância angular, medida no plano horizontal separa o meridiano da minha percepção perpassando o plano de minhas retinas em direção ao alvo celeste. 

O meu azimute é a minha fé. Assim como o é de muita gente. Daqueles que já se foram, que morreram na esperança e dos que contemplam as belezas do Universo.

De olhos esbugalhados devemos propagar o Criador dessas belezas!

É certo que ainda temos trevas. As nuvens negras sobre nós relatam a luta constante que precisamos travar contra o mal. A alma cansada e aflita, precisa de Jesus. Ele é a luz do mundo (João 8:12). 

Para aqueles que estão no pó, coberto com as cinzas do pecado, se agarrem no evangelho e distam o olhar para o horizonte e enxerguem o Sol da Justiça - a Salvação para os povos (Malaquias 4:2). 

Um dia as trevas findarão, pois a verdadeira Luz dissipará toda escuridão. Até mesmo a morte não mais existirá (Apocalipse 21:4). 

Todo fiel que descansa o sono da morte (João 11:11-13), um dia, do túmulo sairá, de olhos bem arregalados e no movimento das suas pálpebras em seus milésimos de segundos, olharão para o Céu e verão a Jesus. 

Mesmo que digam para mim que tudo isso é uma piada; eu rio com as belezas infindáveis que as minhas retinas constantemente alcançam. 

O grande Drummond, em suas caminhadas poéticas viu uma “pedra no meio do caminho” e suas “retinas” se “fatigaram”. Eu não sou Drummond, muito menos um poeta. Porém,  minhas retinas não se cansam de enxergar o caminho que me livrará das pedras deste mundo. 

Olhe para o Céu! É de lá que virá o socorro. 

* Azimute: De acordo com o Dicionário Porto é a distância angular, medida no plano horizontal, que separa o meridiano do lugar do observador e o plano do círculo vertical que passa pelo ponto celeste observado. 
.
.
.
.
#blogger #life #family #nature #amor #amo #leitor #leitora #ler #cultura #vida #tempo #oportunidade #hospital #dor #tristezas #suicídio #família #noivos #casal #blogueira #reflexão #reflexão #religião #religiao #filosofia #benção #historia #liberdadereligiosa #crônica #poesia

Comentários

  1. Mais uma vez te parabenizo
    Pastor .
    Maravilhosa reflexão.
    Boa noite e feliz sábado!!!
    Um grande abraço.
    Saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por sua apreciação! Que Deus te abençoe ricamente. Um feliz sábado!

      Excluir
  2. Benção meu pastor, abração!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amigo Ossuoki! Que Deus te abençoe ricamente.

      Excluir
  3. Feliz sábado ,amo contemplar o céu,vejo quão pequenina eu sou ,quão grande é o meu Salvador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Céu nos faz sonhar. Eu também amo contempla-lo. Que Deus te abençoe!

      Excluir

Postar um comentário

Mais Vistas