Mulheres em movimento


Por Célio Barcellos
Se você ler “O Quinze” descobrirá que uma cearense por nome Raquel de Queiroz descreve com brilhantismo uma das maiores secas que afetou o seu Estado; Se você der uma viajada em personalidades  francesas, descobrirá que Marie Curie ganhadora do duplo Prêmio Nobel contribuiu com o mundo ao pesquisar sobre a radioatividade; Se você der um passeio até o Recôncavo baiano, descobrirá na cidade de Cachoeira, Ana Néri,  considerada a matriarca da enfermagem brasileira por ajudar de forma voluntária, os soldados feridos na guerra do Paraguai. 

Pois bem! E o que falar de tantas outras mulheres que de alguma forma contribuíram com a humanidade!? Sem dúvidas, não conseguimos mensurar o que muitas delas fizeram e ainda fazem em prol do bem-estar das pessoas. 

No entanto, não podemos deixar de mencionar as mulheres que contribuem não somente com a felicidade das pessoas agora, mas também do porvir. Desde Joquebede que educou o maior profeta do povo de Israel até Isabel que nos legou o fora de série chamado João Batista, todas essas mulheres se colocam nas mãos de Deus para serem bençãos em Suas mãos. 

Dando continuidade ao legado missionário das mulheres bíblicas, o Ministério da Mulher da Associação Paulista Central (APaC) sob o comando da Professora Verli Braun, que além de enfermeira à semelhança de Ana Néri é a mobilizadora de um exército em movimento não para curar soldados feridos de uma guerra física, mas de uma guerra espiritual. Mulheres essas, que, ao deixarem suas casas em pleno domingo para se juntarem com as cerca de 1.500 pessoas na Igreja do Campus do Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP/EC), demonstram a garra e o comprometimento com a missão. 

As mulheres da APaC demonstraram neste domingo que são as continuadoras da missão das mulheres da Bíblia. O trabalho das mulheres que fizeram história para o bem da humanidade deve ser louvado. Porém, o trabalho das missionárias do Senhor que aceitam o chamado e vão até o fim, não tem comparação. Essas mulheres são bem-aventuras ao semearem para o Reino de Deus conduzindo pessoas ao batismo. 

A fala de Verli foi precisa quando enalteceu a compreensão das mulheres para o chamado de Deus para a pregação. Ela ainda teve a oportunidade de investir a sua filha Emmely Braun para esse importante ministério da igreja. A Prof. Telma Brenha, líder das mulheres para o Estado de São Paulo disse que a investidura da jovem Emmely representava o envolvimento das novas gerações no discipulado. 

Sem sobra de dúvidas esse domingo ficará marcado não somente pelo retorno das atividades presenciais (com grande público) do Ministério da Mulher na APaC, mas pelo envolvimento dessas guerreiras na missão e seu anseio em conduzir pessoa a Jesus. 

Que Deus continue a abençoar e a multiplicar as mulheres missionárias para a conclusão da Sua obra! As mulheres já provaram que podem muito! Não somente para o bem-estar da humanidade, mas para salvar  pessoas para o Reino. 

Comentários

Mais Vistas