tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

domingo, agosto 02, 2020

Filled Under:

O #Corona abriu o bico


Por Célio Barcellos

Para espanto de todos e desespero de muitos o #Covid-19 vulgo Coronavírus, decidiu fazer um acordo de #delação premiada. Até mesmo o inferno ficou em alerta. Conforme consta nos autos houve uma reunião secreta entre o diabo e os seus secretários - os demônios. O intuito da reunião era para discutir acerca da manipulação de vírus nos laboratórios da natureza. A intenção dos seres das trevas era fomentar o caos, gerar pânico e muita morte, uma vez que ele é homicida desde o princípio (Jo 8:44).

De acordo com o Corona, as especulações do seu surgimento baseado no estilo alimentar do cardápio exótico do extremo Oriente, tais como: morcegos, escorpiões, ratos, cobras, rãs e tantos outro bichos, ele não soube precisar, mas deixou bem claro que ele como vírus, se apropria de todo lugar. Uma coisa que ele ressaltou sobre os alimentos, é que, seguir a dieta de Levíticos 11 proporciona mais segurança para o ser humano.

Como a internet é uma espécie de dipylon democrática e que serve tanto para o bem quanto para o mal, muitos vídeos começaram a se espalhar pelo mundo ao mostrar pessoas morrendo e gerando um alerta mundial. Até mesmo a Organização que cuida da saúde no mundo ignorou os riscos, preferindo politizar a questão. Foi uma coisa absurda ver países europeus e das Américas entrar em colapso. Segundo o depoente, o “pai das trevas” e os seus auxiliares, trabalham na mente dos poderosos do mundo.

Para a surpresa de todos, além de citar a Bíblia, o depoente mencionou uma autora americana do século XIX dizendo o seguinte: que o príncipe das trevas, chamado diabo, trabalha pesadamente influenciando congressistas e poderosos da justiça para criarem leis que destruam os pilares estabelecidos por Deus. Em contra partida, ele também menciona que a situação só não está pior, porque Jesus Cristo intercede e o Espírito Santo contém as forças do mal (Ellen White, O Grande Conflito, 661). 

Após muitas horas de depoimento o Corona reconhece que é um assassino em massa. Porém, faz questão de ressaltar que ele foi criado por um designer inteligente. A princípio, até menciona que originalmente ele tenha sido coisa boa, mas que as manipulações orquestradas pelo diabo, o transformou em um malvado. Desde o surgimento do pecado o mundo ficou desfigurado pela maldade e pela morte, uma vez que o diabo, como homicida-mor  provocou esse monstro capaz de parar tudo e a todos ao redor do mundo. 


Houve um momento do interrogatório que o delegado perguntou como foi possível convencer todo mundo a paralisar comércios, empresas, igrejas e tudo mais? O depoente respondeu com uma anedota:

Imagina um louco pela rua, com um corpo atlético, mas que sabe direitinho o que está fazendo. Ele ganha a confiança de muitos ao dar algumas aulas de graça em determinado ponto da cidade e propõe uma corrida sem o local de chegada. Alguém do grupo pergunta: Como convenceremos as pessoas da rua a se juntarem a nós? O Corona responde com fortes argumentos de que existe um bicho! E ele propõe, que, à medida em que estiverem correndo, todos devem gritar: Tem um bicho vindo aí e ele é perigoso, vamos correr..! 

O delegado um tanto estático com aquela asneira refletiu ao se lembrar da forma abrupta e temerária com que o mundo reagiu à pandemia. Ele ficou um pouco pensativo tentando encontrar resposta de como o epicentro do problema se recuperou rapidamente sem que o país ou mesmo o continente fossem afetados da forma como ocorreu no resto do planeta. Dá a entender que, além do conflito por hegemonia mundial entre as potências, há uma guerra espiritual entre a luz e as trevas. 


Ao que tudo indica, o Ocidente amedrontado confiou num inimigo sem ao menos questionar. De uma hora para outra, jornalistas, cientistas, autoridades e tantos outros, entraram na corrida sem saber onde chegar. Até os “marcos" já fincados foram totalmente ignorados. Como o próprio vírus disse, ele é um assassino. E só por esse fato já deveria haver prudência com esse bicho, mas jamais parar com tudo, pois, parece ter sido essa, a intenção do monstro. 


2 comentários: