tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

sábado, maio 16, 2020

Filled Under:

Morte cruel


Por Célio Barcellos

Acabo de receber a triste notícia do falecimento do irmão João Luiz, “o bonitão”. Termo carinhoso que apelido a quem desenvolvo afinidade. O irmão João, era ancião na igreja de Jardim Marilândia, Distrito pastoral de Cobilândia, na cidade de Vila Velha/ES.
Lembro-me com carinho dos bons momentos juntos. Ele foi ancião por 36 anos. Sorridente, espírito jovial e tocador de sanfona. No período em que passei pelo Distrito de Cobilândia, fui algumas vezes à casa do irmão João. Ele e a sua esposa, a irmã Carmen, sempre acolhedores.


Certamente, a Comunidade de Jardim Marilândia está muito triste, pois o irmão João era uma pessoa muito querida. Um excelente cristão comprometido com a igreja e com a Palavra de Deus. Além de ótimo morador e cidadão conhecido no lugar. Deixará muitas saudades! 

Momentos em Jd Marilândia e irmão João presente
Fica o meu abraço e carinho para a família. Que Deus conforte a irmã Carmen, os filhos, parentes e amigos próximos. Um grande abraço ao John John, o Luizinho, filho caçula com quem mais tive contato.
O primeiro JA que participei com o Distrito na Praia da Costa - O irmão João estava por ai.
Apesar da morte ser cruel e afetar a todos, os servos de Deus partem com a ESPERANÇA da ressurreição. Fiquemos na expectativa do retorno de Jesus, pois Deus “enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, porque as primeiras coisas passaram (Ap. 21:4)
Até a Volta de Jesus!

2 comentários:

  1. Lamentável, João.foi uma grande amigo e um Cristão cheio de amor pelo seu rebanho e pela música quartetista! Quarteteiro de carteirinha vai fazer muita falta nas rodas de quartetos, em breve estaremos juntos mas dessa vez será para sempre! Até breve meu amigo João!!!🙏🏽🙏🏽🙏🏽

    ResponderExcluir
  2. Linda homenagem Pastor Célio!!! O irmão João vai fazer muita falta. A igreja de Jardim Marilândia nunca mais será a mesma. Presente em todos os cultos. Nada era obstáculo para não estar na presença do Senhor. O nosso "até breve irmão João".

    ResponderExcluir