tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

terça-feira, março 05, 2019

Filled Under:

Escroto e violento, caia fora!

Arquivo da família enviado para o Gazeta Online/ES

Por Célio Barcellos

O cara namora e se sente o dono
A família apoia e não vê a maldade
O desespero aparece quando a desgraça acontece
Por um ato infame de um violento moleque

O cara é do mal, do cão, do diabo
Desfere golpes na simples donzela
Que deveria cuidar, se alegrar e amar.
Mas preferiu esmurrar a indefesa mulher 

A mulher era linda e desfigurada ficou
Por um namorado cruel, noivo ou infame marido,
Que deveria cuidar, mas preferiu maltratar.
Aquela doce candura, que machucada está.

As Marias da Penha, cheias de nós. 
Brutalmente espancadas por covarde e algoz
Há também as Janes e as muitas Elaines 
Cherubims Caparrozes vítimas de infames.

Por mais carola, o melhor é conhecer.
Não no quesito sexual, mas no caráter mesmo.
O ideal seria, o dote a pagar,
Para o peão perceber que mulher é pra cuidar.

Mulher é pra homem e não pra convarde.
Muito menos pra machão metido a valentão.
Namoro não é casamento e namorado não é marido
Se os garotos forem educados
Nossas filhas, correrão menos perigos.

Essa poesia surgiu após leitura no Gazeta Online. Leia! 

3 comentários:

  1. Concordo plenamente amigo Célio. Aqueles que pensam que podem usar, abusar e fazer o que quiserem não sao filhos do bem e sim tem como pai o diabo, que a todos explora, maltrata, mente e os leva para os caminhos do inferno, sua casa. Sejamos terminantemente contra a qualquer indício do mal.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente amigo Célio. Enquanto os claros princípios eternos nos remetem ao serviço, ao amparo e à proteção de nosso próximo, o inimigo de nossas almas inspiram seus seguidores ao abuso, à servidão, à humilhação e finalmente à morte. Que Deus nos ilumine a sermos luzes e seus instrumentos nesta vida, diminuindo sensivelmente situações como está

    ResponderExcluir
  3. Olá pastor celio,bom se nossos filhos não casassem,mas como não é possível,temos que coloca_los nas mãos de Deus.

    ResponderExcluir