tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

sexta-feira, dezembro 28, 2018

Filled Under:

Armas não deveriam existir


Por Célio Barcellos

Um tiro!
O suficiente para interromper sonhos e causar tristezas.
O barulho do gatilho, o estourar da pólvora, o grito, o desespero…
O tombar do corpo, inerte, pálido e sem vida.
Só mostra o nível baixo e agressivo do ser humano.

O revólver!
Instrumento maligno. Jamais deveria existir.
Ou melhor: arma nenhuma.
Pois a maldita arma repleta de munição, 
Torna-se um veneno nas mãos de inconsequentes 

Ao observar a morte e o que ela causa na vida das pessoas
Percebe-se a incapacidade humana de reverter o fato.
Parece utópico, mas o que os crentes dizem, 
Acerca de um Novo Mundo tem muito sentido.
Pois, no íntimo de quem ama a vida, o desejo é de viver pra sempre…

Ninguém escapa da morte, pois ela é um processo natural na vida.
No entanto, desferir um “golpe" ou um tiro mortais em alguém
É de uma agressão covarde e infame.
Aconteceu com o José, com o Antônio, pessoas simples. 
Mas também com Celso Daniel, Marielle Franco e agora com o Gerson Camata

Ser humano nenhum tem o direito de abreviar a vida de outro.
Os relacionamentos deveriam ser como estradas pavimentadas,
Casas sem muros, jardins floridos e muita empatia relacional.
Infelizmente, além de antipático, o homem tornou-se feroz.
A ponto de apertar o gatilho e com um projétil, matar o seu irmão.

Que Deus tenha misericórdia do ser humano!
Que o Senhor conforte a todos os corações enlutados!
Que o ser humano se arrependa dos seus pecados!
Que enxergue no Cristo o melhor da vida!
Pois, o revólver e os seus projéteis, só causam choro e morte. 

0 comentários:

Postar um comentário