tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

segunda-feira, outubro 10, 2016

Filled Under: ,

Volte a ser criança



Por Célio Barcellos


Toda segunda-feira é minha folga. Procuro levar minha família nos parques e praias da nossa querida capital Vitória. Um lugar sempre tranquilo que gostamos de ir é a Praia do Suá. Um local onde as famílias normalmente se achegam, pois além da praia, possui espaço e brinquedos para as crianças.




No entanto, dia desses, resolvi me deslocar até a Vila Rubim, para comprar “bolinhas de gude” e “pião” com o intuito de brincar com o meu garoto. Por conseguinte, a minha esposa (Salomé) comprou um bambolê para brincar com a nossa pequena.

Pois bem! Ao desenhar um triângulo e ensinar meu filho a jogar bolinha e em seguida jogar o pião, percebi que eu estava bastante enferrujado. Porém, mesmo enferrujado, notei que o meu garoto tinha dificuldades em interagir com os brinquedos, pois essa geração é especialista em jogos, porém eletrônicos.
 Temos insistido nas brincadeiras, pois entendemos que as mesmas contribuirão bastante para os nossos filhos. Sem contar, que à medida que brincamos, muitos adultos se achegam para se interagir e matarem a saudade da infância.
 Como não se lembrar da infância?!
Eu mesmo tive uma infância maravilhosa na minha querida Itaúnas! Quando na companhia de amigos, passava o dia perambulando por aquele lindo lugar, onde tínhamos rio, dunas e mar. Oh, maravilha! Que saudades!
Na "bolinha de gude" por exemplo, não tinha para ninguém. O craque, era o “Dei”. Sim, o Valdeir Vasconcelos, filho de Maria Concebida e Manoel de Zico. Ali passávamos bons momentos. Os que se juntavam eram: Toninho da cachorra, Nenê de Catarina, Créu, Piolhinho, Zé da Barra, Verdão, Mazinho e tantos outros (só apelido malcriado rssss).
Como disse Casimiro de Abreu quando escreveu de Portugal, a poesia “Meus Oito Anos”.
“Oh! Que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!...”
É isso ai amigo! Quem sabe seja o momento de relembrar a infância com os seus pequenos. Ah! Dia 12 de outubro, pode ser uma boa data para o pontapé inicial.





1 comentários: