tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

quinta-feira, agosto 11, 2016

Filled Under:

Romeu Gandra, Colportor de Êxito

Meu amigo Romeu, colportor bem sucedido
Por Célio Barcellos

Era o ano de 1996 quando desembarquei em São Paulo para colportar na Associação Paulistana da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Sem nenhuma experiência na obra de publicações, trabalhei na Pauliceia, Jardim Bandeirante e Jardim Itapeva, todos na região do ABC.

Por essa ocasião, conheci o bravo colportor, Romeu Gandra. Já naquela época um especialista em vendas. Por ser um "Colportor de Êxito" era famoso entre todos. Conseguia como ninguém emplacar diversas coleções fechadas de Belas Histórias da Bíblia (BHB). Possuía vasta amizade com pastores e membros de várias denominações. Era querido e amava a colportagem.

Após o meu curto período na Paulistana, retornei ao Espírito Santo e somente voltei a ver o Romeu em 1999, por ocasião do vestibular de teologia daquele ano, quando o mesmo foi levar o seu filho Jayme Gandra, para concorrer a uma das vagas.

Praticamente 20 anos se passaram e tive a oportunidade de mais uma vez rever o Romeu. Foi há duas semanas, quando o encontrei juntamente com a sua esposa e seu filho - o Pr. Jayme Gandra no Centro de Vida Saudável (CEVISA) para consultas médicas.

Jayme Gandra, de óculo filho do Romeu, Elivelto Vital e eu, por ocasião da colação de grau do Mestrado

Conversamos bastante! lembramos  dos amigos Gilberto - o magrelo de Pernambuco, Adriano Frias, então líder de colportagem à época e os mineiros, Antenildo, José Benedito e João Marcelo, além do Pr. Elizeu, diretor de Publicações e também dos irmãos Gonzaga e Sebastião Farias.

Pois é... como a vida é breve! No dia 31 de julho, por ocasião da formatura da IX Turma do Mestrado em Teologia do Unasp, pude dar o último aperto de mão, o último abraço e trocar as últimas palavras com esse gigante da página impressa.

Tiro o chapéu para valentes como Romeu. Foram 30 anos dedicados a uma obra especial. Sustentou a sua família, formou os filhos, incluindo um pastor. Mesmo aposentado, ainda comprava mais de uma cota todo mês. É isso ai. Valeu Romeu! Até breve!

Aos familiares, que Graça e o poder de Deus fortaleçam a todos nesse momento difícil. Chorem! Mas não se desesperem. Afinal, um dia haverá reencontros.

Que Deus abençoe a todos!

0 comentários:

Postar um comentário