tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

quarta-feira, julho 20, 2016

Filled Under:

A partir de agora, o seu problema também é nosso

cardapiopedagogicoblogspot.com

Por Célio Barcellos

A experiência do evangelho mostra que o indivíduo ao aceitar a Cristo, passa a ter uma nova família - a "família da fé". Em se tratando de família, é preciso entender que, todos as coisas passam a ter um compartilhamento, sejam coisas boas ou ruins.

Enquanto a história do pecado permear sobre a terra, a igreja precisa constantemente agir para salvar pessoas e direcioná-las para o bem-estar. Esse trabalho exige, além da pregação, o envolvimento em situações de perigo, como por exemplo: lidar com moradores de rua, viciados, protitutas, refugiados e tantos grupos marginalizados pela sociedade. Uma espécie de "trabalho sujo" quem muitos evitam fazer.

Somando-se a tudo isso, o evangelho precisa se preocupar com culturas e povos diferentes. Se o cristianismo, através do evangelho se propõe a causar transformação na vida dos povos, tanto em território pátrio ou estrangeiro, deve estar preparado para resultados positivos e negativos.

Em seu aspecto positivo está o fato do sucesso das missões, mesmo que a longo prazo. O negativo, se dá em função das rejeições, tanto locais quanto externas.  Nesse aspecto, entende-se melhor o sentido de que o "seu problema problema, também passa a ser o meu".

Quantas pessoas por exemplo, foram expulsas de casa, ou até mesmo tiveram que fugir de seu país em função de humilhações, torturas e perseguições por motivo da "nova fé"? Seria até imoral, da parte de quem levou essa "nova fé" simplesmente virar as costas e deixá-las no esquecimento.

Não restam dúvidas de que há muito a ser feito pelo evangelho e por pessoas ao redor do mundo. Milhões carecem da luz que oferece o verdadeiro sentido da vida. Mesmo que as circunstâncias sejam desfavoráveis é preciso seguir adiante. (A história de Rute e Noemi, ensina muita coisa nesse sentido Rt1:16)

Portanto, pregue o evangelho e salve pessoas. Primariamente, das trevas em que se encontram e em seguida da condição de vida em que a mesma está inserida. Lembre-se: ao pregar para alguém, o seu trabalho não se encerra alí, ele está apenas começando, pois ao chamar aquela pessoa de irmão, compreenda que o problema dela, agora também é seu. 

0 comentários:

Postar um comentário