tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

segunda-feira, maio 09, 2016

Filled Under:

Indefesos que gritam


Por Célio Barcellos

O dia das mães não foi nada agradável para uma idosa de 102 anos em Cidade Pomar, na Serra-ES. De acordo com a matéria do portal g1.globo.com, nessa segunda (9), existe a suspeita de que o filho da idosa em função de vício  “tenha retirado a mãe da casa de repouso para ficar com o dinheiro da aposentadoria dela”.

Como trocar alguém que ofereceu cuidado por substâncias que somente destroem e causam infelicidades? Como deixar em carcere privado alguém totalmente indefeso clamar aos prantos por necessidades básicas? Pois é, infelizmente isso é real.
A insensibilidade tem tomado conta das pessoas. O respeito pelo ser humano está se extinguindo. Há dois mil anos, a Bíblia alertava quanto a esse tipo de comportamento: "Sabe porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçodos, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus " (2Tm 3:1-4).

Quanta insanidade acontece! Quanto desrespeito por pessoas de casa e também por estranhos! Infelizmente, essa idosa é mais uma que se somará a estatísticas que somente nos fazem refletir se o homem de fato é aquilo que se propôs a ser. 

O ser humano parece que se acostumou tanto com as tragédias que as mesmas o tornaram insensível. A morte ou sofrimento de alguém, parecem tão normais que, na maioria das vezes, não se tem ética ao  clicar o  celular ou uma câmera e compartilhar a  desgraça do próximo. Sem contar a deselegância quando se trata em divulgar a intimidade de outrem causando uma verdadeira destruição na reputação do ser, provocando morte emocional e até mesmo suicídio real.

Ouça o clamor das pessoas e leve socorro às mesmas! Muitos idosos, crianças e adultos precisam de você. Se porventura, você é guardador de um indefeso, por favor, não usurpe-o! O benefício mensal que você recebe por ele, é para as provisões do mesmo. 

Há muitos guardadores que inclusive sujam os nomes dos indefesos. Aproveitam momentos de lucidez dos mesmos e os convece ou até mesmo os obrigam a contrair empréstimos para sustento de vícios ou vaidades afins. Se você não possui cuidados e repeito necessários, será mais nobre da sua parte, confiar o indefeso a uma casa de especial cuidado, pelo menos ele será bem tratado lá.

Para quem está de fora, de  tais situações, fique atento e ouça os gritos e clamores.  Talvez você seja a única esperança naquele momento. Não exite em ajudar ou buscar ajuda! Amanhã, poderá ser você quem estará gritando por socorro.

0 comentários:

Postar um comentário