tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

quinta-feira, junho 11, 2015

Filled Under:

Terráqueos voam pelo universo




Por Célio Barcellos

É comum o noticiário veicular assuntos sobre a exploração de Marte. Os bilhões de dólares gastos com esse tipo de operação, têm levado muitos a acreditar, que, até o ano 2030, será possível transportar seres humanos a esse planeta.
 
Pois bem, Brad Darrach e Steve Petraneck, escreveram sobre alguns dos empecilhos para tal façanha ao dizer que em Marte a “superfície, cor de sangue seco, é ulcerada por meteoritos, cravejada de vulcões e talhada por desfiladeiros. A atmosfera é tão fria que transforma dióxido de carbono em gelo seco e tão rarefeita que um ser humano que se aventurasse sem roupa espacial morreria em minutos”.[1]
 
É bem verdade que o planeta vermelho “faz sua rotação a cada 24 horas e 30 minutos, aproximadamente igual a um dia da Terra. O verão marciano dura duas vezes mais, pois é quase o dobro de dias em relação à Terra para girar em torno do Sol.”[2]
 
Por enquanto, são só especulações, mas do jeito que as coisas vão, quem pode duvidar? Ao analisar e meditar nos capítulos iniciais do Gênesis, que falam sobre o relato da criação, formação do homem e sua queda, percebe-se que tudo o que Deus fez era bom para a humanidade.
 
Comentando sobre o relato da criação, Ellen White diz que: “Quando a Terra saiu das mãos de Seu Criador, era extraordinariamente bela. Variada era a sua superfície, contendo montanhas, colinas e planícies, entrecortadas por majestosos rios e formosos lagos.”[3] Apesar de todos os problemas existentes, a Terra continua bela, muito bela! Se hoje é assim, imagine em seu começo?
 
Tudo, tudo era bom! As coisas funcionavam harmoniosamente até o dia em que a desobediência do casal no Éden, causou desequilíbrio. Tudo ruiu. Por conseguinte, toda a humanidade sofreu. Adão e Eva tiveram que abandonar um lar cheio de abundância para uma vida de suor e lágrimas.
 
Ah... Já passou tanto tempo desde o relato da criação e o homem continua como sempre: teimoso, arrogante, desumano, oprime seu próximo por qualquer motivo, inclusive gastando bilhões de dólares para realização de seus desejos, enquanto outros perecem sem o mínimo de condição humana.
 
Neste ínterim, além do sofrimento humano, há também os grandes desastres ecológicos que aparentemente não representam nada em face da ambição humana. Entretanto, a Bíblia diz que Deus destruirá aqueles que destroem a Terra (Ap. 11:18).
 
Muitos dos projetos espaciais incluindo o de habitar Marte, tornando-o uma espécie de colônia da Terra, nada mais são do que tentar fugir dos próprios desastres causados pelas ambições e ganâncias do homem.
 
Contudo, por ocasião da criação já havia no coração de Deus um plano especial para resgatar o homem caso ele estragasse tudo. Esse plano foi o sacrifício de Jesus Cristo em favor dos pecadores. Lembre-se de uma coisa: Jesus virá em breve buscar aqueles que fazem a vontade de Deus, e destruir aqueles que não a fazem. Os mil anos em que os salvos passarão com Cristo no Céu (Ap. 20:6) serão de grande importância, inclusive para julgar o mundo e os anjos (ICor. 6:2,3).
 
Ao final dos mil anos, a Terra totalmente danificada, será restaurada, e para sempre se tornará o habitat do homem, pois quando a Nova Jerusalém descer com os salvos, ela será a capital do novo reino, e já não existirá mais luto, nem pranto, nem dor (Ap. 21:4).
 
Assim sendo, as coisas antigas não mais existirão e o que era impossível, pelo poder de Deus passa a ter possibilidade, pois os salvos serão como os anjos, e, com Cristo poderão conhecer o vasto Universo criado por Deus, inclusive Marte. Com um detalhe! Sem a necessidade de usarem roupas espaciais, já que os efeitos do planeta não os atingirão, pois estarão transformados (1Cor. 15:51).




[1] Brad Darrach e Steve Petraneck. Seleções Reader’s Digest, 1999, p. 97.

[2] Idem, 100.

[3] Ellen White, Patriarcas e Profetas, p. 44.

0 comentários:

Postar um comentário