tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

segunda-feira, junho 01, 2015

Filled Under:

Somente Deus é Quem dá e tira a vida






Por Célio Barcellos

Recentemente o polêmico cientista neodarwinista, Richard Dawkins trouxe à tona o que de fato parece estar enraizado em seu ser. Ao dialogar com um de seus seguidores pelo twitter, sugeriu que um feto com síndrome de Down deveria ser abortado, pois seria “imoral trazê-lo para o mundo, se você tem a escolha.”
 
Imoral é o que esse cidadão tem feito no mundo ao propagar suas idéias preconceituosas e irascíveis contra os cristãos!
 
O problema de Dawkins é sua covardia, pois aceita debater com párocos e se nega veemente debater com alguém da bagagem de Willian Lane Craig, o mais proeminente apologeta cristão, possuidor de um vasto currículo que de certa forma amedronta o Dr. Dawkins.
 
Em 27 de março de 2012, o Está Escrito apresentou parte de uma entrevista em que Dawkins ao falar sobre Deus, “O” trata com adjetivos que não vale nem apena serem transcritos aqui, pois na mente dele, Deus é uma invenção de pessoas doidas e fracas.
 
Agora pense! Um indivíduo que desqualifica outro deveria ser capaz de ter uma ética superior ao mesmo, mas não é o que acontece com Dawkins. Parece que além de preconceituoso e fundamentalista em seu conceito filosófico, ele é capaz de praticar atrocidades contra indefesos.
 
Carol Boy, diretor-executivo da Associação Sindrome de Down, rejeitou os comentários de Dawkins dizendo: “As pessoas com síndrome de Down podem ter uma vida plena e gratificante, elas também têm uma contribuição valiosa para a nossa sociedade.”
 
Pena que Dawkins não sente a necessidade do voluntariado, pois teria a oportunidade de visitar entidades que de maneira caridosa dedicam tempo e atenção a crianças que para ele não merecem viver. Se pelo menos, em 07 de setembro de 2014, ele tivesse entrado numa igreja cristã em Vitória/ES, e ouvido o adolescente Mike Rodor, portador da síndrome de Down, (que além de falar português também fala inglês) fazer a oração do Pai nosso (ao lado de seu pai, pastor), quem sabe ele também diria: “Senhor perdoe os meus pecados e minhas blasfêmias, pois só Tu és quem pode dar e tirar a vida”.





0 comentários:

Postar um comentário