tempo de oportunidades

tempo de oportunidades

sexta-feira, maio 29, 2015

Filled Under:

Nas Ondas da Esperança


Por Célio Barcellos

Do final dos anos 80 até a primeira metada dos anos 90, o meu esporte favorito era o futebol. Como todo garoto da minha idade, eu sonhava em ser jogador de futebol. O curioso é que naquele mesmo período, um outro esporte se popularizava no país. Atualmente, esse eporte enche de orgulho a nação brasileira, pois, pela primeira vez tem um campeão nessa modalidade - Gabriel Medina.
 
Precisamente, no ano de 1991, como garoto do litoral, não de Maresias, mas das praias de Conceição da Barra-ES (natural de Itaúnas), tomei a iniciativa de comprar uma prancha. Estava todo feliz e radiante pela oportunidade de poder deslizar nas ondas. Mas, para a minha tristeza e grande desapontamento, minha mamãe, pediu para que eu devolvesse a prancha, uma vez que ser surfita naqueles idos, não era nada  bem visto.
 
Pois bem, após duas décadas daquele episódio, muita coisa aconteceu: Não me tornei jogador de futebol e nem um surfista. Porém,  fui alcançado pelo evangelho e Deus me concedeu a oportunidade de ser um pastor e cuidar de pessoas. Nesse cuidar de pessoas, durante esses 8 (oito) anos de ministério, percebi que, mesmo no Brasil, existem diversas culturas, tribos e linguagens. Dentre os grupos multiculturais do país, estão os surfistas, que, nesse sábado, 31 de maio de 2015, receberão livros que falam de saúde e esperança.
 
Há cerca de dois anos, juntamente com os jovens Diego, Marcio e o pastor Rodrigo - também surfista, fizemos uma ação, onde distribuimos livros e barras de cereais.  Apesar de ainda não ser efetivamente um surfista, pego onda com minha juventude e me esforço para acompanhá-la, pois assim fazendo, procuro unir o útil ao agradável - cuidando da saúde, me relacionando melhor com os jovens e cumprindo a  missão.

2 comentários:

  1. Valeu Celião! Excelente post! Que Deus o use poderosamente para alcançar muitas tribos! ALOHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigão amigo! Desculpa pela demora em responder. É custei aprender como dar o retorno. Espero que chegue ai. Que Deus o abençoe!

      Excluir