Tempestade inesperada


Por Célio Barcellos

Aparentemente estava tudo normal. O tempo nublado e nós na igreja, cantando no coral. Eu estava no último banco aguardando o término do ensaio para ministrar algumas palavras e nos despedirmos do santo sábado. 

Após reflexão e oração para seguirmos para casa, eis que um forte temporal com ventos uivantes e assustadores nos impactou. A chuva de granizo com precipitação de enormes blocos de gelo atingiram a nossa igreja e a cidade de Pirassununga/SP. O prejuízo material foi inevitável, mas graças a Deus todos estamos bem.

A marca na foto é o local onde uma das componentes do coral e seu filho receberam o telhado da rodoviária sobre o carro. Graças a Deus estão bem!

Saímos para ver os vizinhos da igreja, alguns idosos e uma mecânica de automóveis. Todos com prejuízos materiais, mas graças a Deus, também todos bem. Oramos com eles e nos dirigimos para casa. 

Neste domingo (10) bem cedinho, fui até à igreja para ver como estavam as coisas e aproveitei para rever os vizinhos. No trajeto, pude perceber uma cidade pelo avesso. Árvores arrancadas e telhados destruídos. Lembrei-me do texto: “e o céu recolheu-se como um pergaminho quando se enrola..." (Apocalipse 6:14). Ao estacionar o carro, comecei a ler a meditação de Charles Spurgeon e o texto dizia o seguinte: "Quando o vendaval chegar, ai da árvore que não tiver sugado a seiva fresca e se prendido à rocha com muitas raízes entrelaçadas. Quando surgem as tempestades, ai do marinheiro que não tiver reforçado o mastro, lançado a âncora nem procurado refúgio."


Sabe, essa tempestade mostrou-nos que as coisas podem mudar em minutos. Desde o estado emocional das pessoas como a paisagem do lugar, tudo se altera momentaneamente. Estar ligado a Videira que é Cristo, sem sombra de dúvidas é ter sempre "seiva fresca" para estar firme e suportar as tempestades. 

Assim como as árvores foram arrancadas no vendaval, Deus, em Sua manifestação final, arrancará toda "árvore seca" que não der fruto para o reino. Todo cristão deve estar fixo em Jesus para suportar medos e tribulações. A tempestade pode nos assustar, mas ela jamais deve tirar a nossa paz com Deus e a nossa certeza de estar firmado nEle. 

Dos diversos relatos que surgem em relação à tempestade, há sempre o seguinte dizer: “O homem tem afrontado a Deus. Isso é uma resposta dEle”. De fato estamos rebeldes e achamos que a nossa autonomia nos credencia para competirmos com o Senhor. Se porventura, há essa intenção no seu coração, desista disso o quanto antes, pois não conseguimos imaginar a fúria do Altíssimo.


Se elementos naturais, em fração de minutos, provocam estragos numa cidade inteira, imagina quando o poder sobrenatural de Deus Se manifestar para o acerto de contas com a humanidade!? 


É tempo de despertar! Afinal, "os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão" (2Pedro 3:12). 

Busque ao Senhor, pois a qualquer momento Ele vem. 


Comentários

  1. 🥺😓😫 triste realidade... Ele virá como ladrão sem ao menos esperarmos. Que Deus tenha misericórdia de nós.

    ResponderExcluir
  2. Temos que está preparado para esse dia

    ResponderExcluir
  3. Excelente reflexão! Que Deus nos ajude a buscar ao Senhor enquanto podemos achar...

    ResponderExcluir
  4. Thiago Dias15/10/2021 19:28

    Excelente reflexão amigo! Que Deus abençoe as famílias de Pirassununga que tiveram algum tipo de prejuízo, e que todos nós possamos nos preparar para a "Grande tormenta" e o único jeito é buscar refúgio no SENHOR. Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá grande amigo! Obrigado por sua apreciação ao texto e preocupação para conosco. Que Deus te abençoe ricamente.

      Excluir

Postar um comentário

Mais Vistas